ISCTE recebe a maior conferência do mundo de tecnologias de informação em português e espanhol

As ameaças a que os dados das empresas estão sujeitos nas operações “on-line” vão estar no centro do CISTI’2017, a conferência que entre 21 e 24 de junho reúne no ISCTE-IUL, em Lisboa, investigadores de 21 países. Com uma maioria de participantes da América Latina, é o maior evento técnico-científico do mundo das tecnologias de informação falado nas duas línguas ibéricas.

O ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa vai receber, entre 21 e 24 de junho, o CISTI’2017 – a 12ª Conferência Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação, que nesta edição irá ter um dos seus focos principais nas questões da ciber-segurança.

“Para as organizações atuais, a ciber-segurança representa a diferença entre ter ou não ter um negócio a operar”, afirma Bráulio Alturas, professor do ISCTE-IUL e coordenador da conferência. “A ciber-segurança não é um produto que se possa obter junto de um fornecedor – faz parte de um processo holístico e contínuo que envolve todos o recursos da organização”.  Segundo este professor da Escola de Tecnologias e Arquitetura do ISCTE, “a I&D que é levada a cabo nas universidades pode contribuir decisivamente para este processo, através da descoberta de ameaças e da forma de as mitigar, contribuindo dessa forma para a proteção dos principais ativos das organizações.”

Esta conferência,  que nasceu de uma iniciativa das universidades de Portugal e Espanha, rapidamente se transformou num evento técnico-científico ibero-americano e é, hoje, a maior conferência mundial de sistemas e tecnologias de informação com o português e o espanhol como línguas de trabalho. Em Lisboa nesta semana irão estar investigadores de 21 países, entre os quais Brasil, Equador (que é o terceiro país com mais presenças), México, Colômbia, Estados Unidos, França, Índia e China – para além de Portugal e de Espanha.

Nesta edição do CISTI’2017 a discussão de novas perspectivas, experiências e inovações no domínio dos sistemas e tecnologias de informação irá das arquiteturas de software ao marketing digital, com particular atenção para os problemas de segurança que atualmente se colocam aos dados de pessoas e de empresas. Os principais convidados, Miklos A. Vasarhelyi, dos Estados Unidos, e Sunder Gee, Canadá (ver anexo), são aliás dois especialistas que lideram a investigação nesta áreas.

“Um dos temas que irá estar em discussão será a forma como, na internet, se poderá recuperar a privacidade perdida – ou em risco de se perder”, afirma Bráulio Alturas. “É necessário desenvolver novas ferramentas e novos algoritmos para tornar as operações on-line, e os dados que elas envolvem, mais seguras: esta grande reunião de trabalho no ISCTE-IUL irá estar na vanguarda desta discussão”.

Ao longo dos quatro dias de trabalhos irão ser apresentadas mais de 300 comunicações previamente selecionadas pela comissão científica da conferência. Os trabalhos irão decorrer sobretudo em português e em espanhol – e ocasionalmente em inglês. Em todos os momentos haverá várias sessões em simultâneo.

Comments are closed.